Monthly archive

novembro 2016

Arte explícita

em Arte/Ilustração

Os desejos costumam criar fantasias e inspirar realidades entre os nossos segredos mais íntimos. É aí que a imaginação se mistura com o factual, o impossível se torna possível, o possível é de fato possível e o impossível não existe.

A ilustradora Apollonia Saintclair em seus traços desenha a imaginação erótica com realismo, para nos transportar ao campo da imaginação despertando os impulsos e causando confusão em o que é de fato fantasia ou retrato da realidade.

Apollonia não revela sua identidade, para que suas linhas sejam de  fato a voz do seu trabalho. Confira seu Tumblr e acompanhe o Facebook.

 

Fuja da ‘Black Fraude’

em Tecnologia

Todos os anos é a mesma coisa, o comercio anuncia a Black Friday e, o consumidor desconfiado se os descontos são reais ou não, anuncia a chegada da “Black Fraude”.

Foi pensando nisso que o pessoal do Tecnoblog desenvolveu uma extensão para o Chrome que mostra a variação do valor do produto pesquisado, para que você decida se vale a pena ou não fechar negócio.

O Assistente de Compras é inteiramente grátis, não tendo nenhuma gerência sobre a aplicação dos valores dos produtos, ele apenas monitora e filtra para o seu carrinho de compras os melhores descontos.

Uma ajudinha e tanto. Boas compras!

E se o mundo fosse todinho música?

em Lifestyle/Música

Imaginem que cada país é uma canção… imaginou? Em londres, Doroty, um estúdio de artes gráficas transformou o mapa mundi em um mapa musical, com cada país, continente ou região, devidamente representados por uma música popular.  São ao todo 1.200 músicas e 200 referências.

No line up, estão listados: “New York, New York” (cantada por Frank Sinatra), “London Calling” (The Clash), “Back In The USSR” (The Beatles), assim como, “Isolation” do Joy Division, para Coréia do Norte, entre outros…

No Brasil, temos: “Welcome to the Jungle”, do Guns N’ Roses, na região da amazônica, “Sao Paulo Rain”, do britânico Tom McRae, e “Tropicalia”, de Caetano Veloso estampado no mapa do país.

Confira o mapa completo aqui

Agora você conta com o Uber, só que genérico

em Aplicativo/Tecnologia
Sabe o Uber? Pois é, agora você pode contar com o Yet Go, para chamar suas corridas em carros executivos, comuns e até mesmo em motos.
Yet Go é um aplicativo gratuito, por enquanto só para Android, onde após um breve cadastro, você poderá solicitar os serviços do app, (incluíndo moto entrega), definindo o local do atendimento e destino.
O serviço (que está disponível em Belém) promete custos mais em conta que os taxis comuns prevejo tretas e descontos para indicações de amigos e etc.

Videochamadas liberadas no WhatsApp

em Aplicativo/Tecnologia

O WhatsApp disponibilizou a opção para seus usuários realizarem videochamadas, ligações com vídeo similares às oferecidas pelo Skype e pelo FaceTime. A nova função estava em teste e de acordo com o escritório do WhatsApp, a atualização chegará aos poucos a todos os usuários no Brasil.

Aproximadamente, 100 mil brasileiros usam diariamente o aplicqativo.

 

Manoel de Barros, musicado e animado

em Animação/Aplicativo/Arte/Ilustração/Literatura

O projeto Crianceiras, que já é CD e espetáculo, agora também virou um aplicativo cheio de animações para levar a poesia de Manoel de Barros, as crianças, de forma lúdica e interativa.

Crianceiras, foi lançado com dez clipes animados, além de quatro poesias interativas e de um “caderno” no qual os leitores podem interagir com as palavras e ver animações, sons e definições. Os poemas foram musicados pelo compositor Márcio de Camillo e iluminuras da Martha Barros, filha do poeta.

Bruna Pligher, responsável pela direção e produção, afirmou:

Nada vai substituir a poesia em seu estado mais puro. Mas o app serve como um convite à poesia e a apresenta em uma nova forma. Colocar a obra do poeta numa tecnologia de que as crianças gostam pode provocar nelas uma nova percepção da arte e aumentar o interesse pelos livros do Manoel.

O app oferece quatro recursos: clipes, poesias, desenhar e foto e pode ser baixado gratuitamente para iOS e Android.

Snap Glass

em Gadgets/Lifestyle/Moda/Tecnologia

Imagina você com um óculos com jeitão fashion que tem uma câmera para fotografar e gravar vídeos curtos, de dez segundos. Imaginou?

A Snap (esse é o novo nome da empresa criadora do Snapchat) anunciou a chegada do Snapchat Spectacles, um óculos de sol estiloso – nada tem a ver com o Glass, do Google, nem em designer nem em propósito -, que grava vídeos de até 10 segundos, podendo repetir a operação mais duas vezes, obtendo então uma gravação de 30 segundos.

Os vídeos são gravados em uma angulação de 115º, imitando a visão humana, mas suas exibições são ajustadas conforme o smatphone do usuário. A bateria dura cerca de 24h e é possível recarregar através de cabo USB, bem como por sua caixinha, que carrega os óculos por meio de indução.

 Os vídeos são sincronizados com os smartphones através de uma conexão Wi-fi, podendo os usuários do iOS fazer uso da conexão bluetooth. Os óculos serão lançado em três cores, ainda em 2016, mas as unidades são limitadas a um preço de US$ 130.

O Snap do Facebook

em Aplicativo/Tecnologia

Flash, o  aplicativo do Facebook que veio para concorrer com o Snapchat, já está disponível para download no Brasil pela Google Play Store (por enquanto apenas para Android), com funcionalidades e lógicas semelhantes ao Snap, como: filtros divertidos, máscaras, molduras e ferramentas de desenho.

Considerando a baixa qualidade das conexões no país, o Facebook, desenvolveu o aplicativo pensando em proporcionar uma experiência agradável, independentemente do modelo de telefone e das condições da rede do usuário, trabalhando cada componente do app de forma individualizada, usando assim a menor quantidade possível de dados.

O conteúdo do Flash desaparece em 72 horas depois de ser postado como uma história.

Arte como os míopes

em Arte
  • 01.jpg
  • 02.jpeg
  • 03.jpeg
  • 04.jpg
  • 05.jpeg
  • 06.jpeg

A princípio você acha que se trata de belas fotografias borradas, mas na verdade, esta é a obra do Philip Barlow, artista que produz pinturas hiper-realistas, e que retratou o mundo pelo ponto de vista de um míope.

Apesar de eu trabalhar dentro de uma longa tradição de pintura de paisagem, minha descrição de "seen" é, simplesmente, um veículo através do qual navego pelo território de outra natureza. Uma paisagem menos ordinária; onde a linha entre o físico e o mundo espiritual aparentemente foi removido.

Confira as obras completas aqui

 

 

Go to Top